La pandemia del coronavirus y el actuación de las casas de migrantes y centros de atención scalabrinianos en Sudamérica

  • Paolo Parise
  • José Carlos A. Pereira
  • Sidnei Marco Dornelas
Palavras-chave: Scalabrini International Migration Network (SIMN), Casas do migrante, acolhida, vulnerabilidade, COVID-19

Resumo

Este texto é um ensaio de sistematização sobre a contribuição aportada pelos diretores das casas de migrantes e centros de atenção scalabrinianos, articulados em rede pela Scalabrini International Migration Network (SIMN), em diversos países da América do Sul, durante o período da pandemia do coronavírus. Tem como base o relatório “Comunicación sobre la actuación de las casas de migrantes y centros de atención scalabrinianos durante la pandemia COVID-19”, que sintetiza e faz uma primeira sistematização sobre a atuação de cada uma dessas casas nos três primeiros meses da emergência sanitária do coronavírus. Essa leitura da atuação das casas de migrantes e centros de atenção scalabrinianos em América do Sul tem, portanto, como referência, a perspectiva de ação de seus dirigentes. Desde seu olhar sobre a realidade em que atuam, se faz um diagnóstico sobre o contexto das migrações, da realidade cotidiana dos migrantes, da convivência nas casas de acolhida, das relações com o poder público e outras entidades de cooperação e ajuda humanitária e, por fim, as lições e perspectivas que apreendem desse período excepcional, vivido durante a pandemia do COVID-19.

Biografia do Autor

Paolo Parise

Diretor do CEM – Centro de Estudos Migratórios, São Paulo, Brasil.

José Carlos A. Pereira

Editor da Revista Travessia, CEM - Centro de Estudos Migratórios, São Paulo, Brasil.

Sidnei Marco Dornelas

Director del CEMLA - Centro Latino Americano de Estudios Migratorios, Buenos Aires, Argentina.

Como Citar
Parise, P., Pereira, J. C. A., & Dornelas, S. M. (2021). La pandemia del coronavirus y el actuación de las casas de migrantes y centros de atención scalabrinianos en Sudamérica. TRAVESSIA - Revista Do Migrante, (91), 1-32. Recuperado de https://revistatravessia.com.br/travessia/article/view/975
Seção
Artigos